Alimentos

Na última semana tivemos a notícia que além da metade do país passar fome, quando consegue comprar comida ela está estragada ou podre, com a colaboração de alguns empresários e inspetores do ministério da agricultura. Noutras palavras estamos sendo cevados antes de sermos levados ao sacrifício no serviço de saúde estatal. O problema é que comemos comida que não damos para os animais! Mas não tem problema, já que também somos tratados e cuidados, quando entramos no SUS, pior que em um matadouro.
Não devemos esquecer que quando sejamos considerados seres humanos dignos de receber uma alimentação sadia (com perdão da palavra), também devem levar em consideração que somos espírito e intelecto. Estou cansado de receber alimento podre para minha alma, ver como aqueles que detém o poder continuam enriquecendo e nós empobrecendo. Dia após dia estes exemplos só produzem questionamentos de nossos filhos, que nos perguntam porque nós não fazemos nada para mudar esta situação. Tentamos explicar que o importante é a ética, a moral e o comprometimento com o que é correto, e eles nos respondem: – Pai, essas coisas são para comer? Podemos brincar com elas?
Quando chegamos ao tema de alimentar nossas mentes penso na educação no Brasil e tenho vontade de chorar. Professores mal pagos, colégios e escolas caindo aos pedaços, sistema de ensino ultrapassado e nosso português indo para o brejo. Cada dia os alunos têm menos vontade e incentivo para estudar, os educadores somente recebem promessas e cobrança de suas obrigações e responsabilidades.
Martin Luther King falou que tinha um sonho. Morreu por causa disso, pelo menos isso é o que eu penso. Sonhou com um país melhor, imaginem como se sentiria com Trump como presidente. Mas, eu também quero falar de meu sonho. O primeiro deles é que nos deixem sonhar. É um direito que temos, sonhar por um Brasil melhor. Fica muito difícil quando todos os dias somos bombardeados com a realidade com a que vivemos. Não há um só dia que as notícias nos dêm esperanças. Roubos, corrupção, estupros, malfeitos, mentiras e assassinatos.
Quero sonhar com um Brasil no qual um cidadão tenha educação, saúde e trabalho com salário digno. Um Brasil no qual os políticos e governantes somente ganhem o salário mínimo, sem nenhuma outra ajuda de custo; que os professores voltem a ter a consideração da sociedade; que todos os profissionais realmente cumpram os juramentos que fazem no dia da sua formatura. No Brasil dos meus sonhos os bancos recebem juros justos, e as grandes empresas pagam impostos e os trabalhadores não pagam imposto de renda porque salário não é renda.
Dizem que sonhar não custa nada, mas no nosso caso acredito que enquanto não deixemos de avançar pelo acostamento num engarrafamento, ficar sentado num transporte público enquanto pessoas idosas ou mulheres grávidas fiquem em pé ou estacionemos em vagas reservadas, ou tentemos levar vantagem em tudo o trabalho que temos pela frente é muito grande.
Meu amigo espero que não perca a capacidade de sonhar, porque é o último que podemos perder, o resto já levaram, até a esperança. Sonhar é o único que pode resgatá-la.

Boa semana!

2 Comments

  1. Mesquita said:

    Professor Ricardo, dizer mais o que frente a essa sua maravilhosa crônica tão explicita? A nossa Constituição garante a plena liberdade de acreditarmos que um dia as coisas irão melhorar, mas enquanto nada acontece o país permanece deitado eternamente em berço esplêndido! Mas até quando? Dos vários pontos tão bem abordados, vale destacar o nosso maravilhoso sistema de saúde pública sobre o qual o ex-presidente Lula afirmou que causaria inveja ao resto do mundo, apesar de que ele mesmo nunca colocou os pés ali dentro, sempre recorrendo aos hospitais mais caros do país. E tem o nosso sistema de segurança pública que não se envergonha dos 60.000 homicídios por ano. Corrupção virou moda descaradamente. Parabéns por descrever tão bem a realidade deste pobre país. Forte abraço.

    21 de março de 2017
    Reply
    • Obrigado. Preferiria trocar os elogios por governantes melhores que soubessem aproveitar um país como este.
      Abraços meu querido amigo.
      Ricardo

      22 de março de 2017
      Reply

Deixe uma resposta para Mesquita Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.