Pontes ou muros

Chega um momento na vida no qual devemos escolher entre construir pontes ou muros. Uma sociedade é a soma de seus integrantes. Da mesma maneira a vocação de uma cultura é o amálgama dos costumes e hábitos de seus membros. Não quero entrar no mérito da dificuldade da construção física de muros ou pontes, não tenho a vivência de pôr as mãos na massa, mas aparentemente é mais fácil erguer cercas do que construir passarelas.
Quero falar da vocação que temos que procurar em nossa vida. Acredito, sinceramente que a minha é construir pontes, conexões e em consequência ajudar e criar vínculos. Tenho conhecido e conheço pessoas que vivem edificando muros, cercas e como resultado se afastam, se isolam e não podem ajudar ninguém. Olhem à sua volta e contem quantas pessoas estão trabalhando em levantar barreiras e quantas em edificar passagens.
Dependendo do que veja ficará sabendo em que tipo de comunidade ou vizinhança vive. Quando terminem seu dia, antes de dormir, façam uma conta simples para ver se construíram mais pontes ou muros nos seus relacionamentos.
No que se refere aos tempos que estamos vivendo, no cenário mundial, somente posso mencionar alguns fatos que demonstram a falta de sucesso dos muros. As muralhas de Jericó caíram perante o simples som das trombetas, os muros dos castelos não conseguiram salvar ninguém, a Linha Maginot não parou os alemães, as fortificações da Normandia não evitaram o dia D, o Muro de Berlim não evitou a unificação da Alemanha. Imagino que o muro que separa Palestina de Israel, assim como o outro construído para separar México de Estados Unidos terão o mesmo destino.
Graças a Deus no mundo existem mais pessoas construindo pontes do que muros. E não me refiro somente ao aspecto material, mais precisamente as pontes que unem os povos. As pontes que pessoas dedicadas e abençoadas, delicadamente constroem nos relacionamentos familiares, nos vizinhos, nas comunidades. Em cambio, aqueles que escolheram isolar-se através da corrupção e da riqueza mal adquirida, têm como destino final, ficar sozinho dentro de muros que não os deixam disfrutar da luz do sol.
Quem constrói muros acabará dentro deles em solidão, quem ergue pontes sempre encontrará estradas para seguir e companhia para compartilhar.
Muros são erguidos facilmente, até com um olhar alcançam alturas inimagináveis. Pontes requerem muito mais esforço, atravessar dificuldades, superar negativas, pular obstáculos, afastar pedras, num trabalho que requer muita doação pessoal.
Hoje em dia vemos que os que dirigem os destinos do mundo falam de construir muros em lugar de derrubá-los. Tempos difíceis se avizinham. Tenho esperança que os construtores de pontes consigam vencer aos que erguem muros. Lembrando ao Papa Francisco, vocês sabem por que o título do Papa é Pontífice? Porque é aquele que constrói pontes.

Você é responsável pela aparição de quantas pontes hoje? Ou quiçá de quantos muros?

Boa semana.

7 Comments

  1. Caro Prof. Ricardo, “Pontes ou Muros”, parabéns por um tema a nos exigir reflexão dado as circunstâncias que o mundo vivencia. Nem tanto ao mar e nem tanto à terra, expressão quando se procura estabelecer o meio termo, mas está sendo difícil se optar por Pontes ou por Muros pelas circunstância que os tempos nos impõem. Lógico que o ideal seria que as pontes prevalecessem, mas não é isso que presenciamos quando vemos tantas e impactantes distorções dos poderes constituídos, entre pessoas, e o pior, no ceio de famílias quando vemos irmãos brigando por herança, pais sendo abandonados a míngua pelos filhos ou jogados num asilo sem mais vê-los até a morte. Nunca se violentou tanto mulheres, crianças e idosos, e se matou tantos como ultimamente. Temos medos diversos em fazer pontes, vivendo trancados, retraídos e inseguros. Não se trata de negativismo mas é essa a realidade com que nos defrontamos. Diz Provérbios 9:9 “Dá instrução ao sábio e ele se fará mais sábio ainda; ensina o justo, e ele crescerá em prudência” Eis a questão. Forte abraço.

  2. I like very much, VC é uma pessoa especial com pensamentos profundos ligados sempre ao bem estar das pessoas, sou muito abençoado em tê-lo como mui amigo abcs

  3. — que siempre los Hacedores de puentes sean mas que los constructores de muros… estoy orgulloso de Vos, como primo y como persona… Te saludo con un fuerte abrazo…. y sigamos construyendo PUENTES… el mundo nos necesita….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *