A nova educação

Lendo um artigo do New York Times, fiquei estarrecido e ao mesmo tempo me fez pensar no que está acontecendo com a educação.

        Por um lado, percebi que esta pandemia tem demonstrado todas as falências do nosso preparo, no que é considerada a nova educação tecnológica.

        Por outro, será que estamos certos em procurar adaptar nossa educação à era tecnológica?

        Os czares da tecnologia moderna, assim como as elites da maioria dos países desenvolvidos não estão permitindo que seus filhos sejam educados com sistemas digitais, estão exigindo que sejam educados com professores que os ensinem a pensar, a raciocinar e chegar a conclusões por si mesmos, em lugar de digerir mentalmente “junk education”.

        Se pensamos um pouco veremos que, assim como a história nos demonstra, a educação sempre tem estado ao serviço dos interesses das classes dominantes em uma sociedade. Quando pensava neste tema, veio à minha memória Isaac Assimov e seu livro “Fundação”. Nele nos conta que os seres humanos tinham dominado o Universo e se tinham expandido tanto que não lembravam onde ficava a Terra. Dentro destes mundos existia um que prestava serviço a todos os outros. Os mundos tinham evoluído tanto que somente tinham técnicos para manter seus equipamentos funcionando, trocar peças, etecetera; mas quando quebravam não sabiam consertar. Aí entrava em ação este mundo que tinha preservado a educação e formação de seus habitantes em seres que entendiam como e porque as máquinas funcionavam, desta maneira eram os únicos capazes de fazer que elas voltassem a funcionar. Isto os transformou numa peça fundamental para que o universo continuasse funcionando.

        Interessante ver que os que dominam o mundo não queiram para seus descendentes a educação que propõem para o mundo. Eles querem a velha educação que ensina a pensar para poder dominar aos que recebem a “educação lixo”. Pergunta que faço: Será que os donos dos “fast food” do mundo alimentam seus filhos com essa comida, ou os alimentam com comida saudável?

        Como trata-se de um tema totalmente novo, pelo menos para mim, gostaria de contar com sua opinião e promover um debate com os pais, educadores e com os usuários da educação.

Até logo.

Link to the article of “The New York Times”: https://www.nytimes.com/2011/10/23/technology/at-waldorf-school-in-silicon-valley-technology-can-wait.html

6 Comments

    • Caro amigo: Obrigado pelo link sobre as 4 décadas perdidas na educação. O problema da educação é que para reverter qualquer processo necessitamos de duas a três gerações.
      Um grande abraço.
      Ricardo

      31 de agosto de 2020
      Reply
  1. Robson said:

    Os conceitos de educação tradicional e tecnologia não podem ser vistos como excludentes.
    A tecnologia deve ser um instrumento utilizável pela educação tradicional na consecução do seu ofício.

    29 de agosto de 2020
    Reply
    • Concordo com você. Minha crônica foi inspirada no artigo do New York time, no qual menciona que os donos das grandes corporações não permitem que seus filhos estudem em colégios que educam através da tecnologia digital.
      Um abraço.
      Ricardo

      31 de agosto de 2020
      Reply
  2. Marcos Lopes said:

    A tecnologia é um caminho sem volta para qualquer área em nossa sociedade. A educação é o setor que maos se deveria investir em tenologia, pois é a base da sociedade.
    O Brasil está na contramão disso e a culpa não é apenas dos governantes, mas de nós pais que não exigimos que esse quadro mude.

    29 de agosto de 2020
    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.